33º Feira do Livro de Canoas
Prefeitura de Canoas

A FEIRA DO LIVRO

Patrono

Nascido em Alegrete, Demétrio Alves Leite é professor de História, escritor e pesquisador. Formado no Centro Universitário La Salle, leciona no ensino público e atua como alfabetizador, poeta e fotógrafo.

Patrono Demétrio Alves Leite
História

Lançada na década de 80, a Feira do Livro teve sua segunda edição em 1986. A partir de 2009, a área foi estendida até a Praça da Bandeira, o que uniu a cidade por meio dos livros, já que estes locais são divididos pela linha do trem.

Foto Feira 2016
Cidade Homenageada

A cidade de Guaíba transborda cultura e história em razão de seus sítios arqueológicos representativos da cultura guarani. Há realatos históricos de que populações indígenas teriam vivido entre 10000 e 6000 a.C. na região do município.

Foto da Cidade de Guaíba
Escritor Homenageado

Ziraldo Alves Pinto nasceu em 1932 em Caratinga, Minas Gerais. Começou sua carreira nos anos 1950 em jornais e revistas de expressão, como Jornal do Brasil, O Cruzeiro, Folha de Minas, entre outros veículos consagrados.

Ziraldo Alves Pinto

Nascido em Alegrete, em 1950, Demétrio Alves Leite é professor de História, escritor e pesquisador. Formado no Centro Universitário La Salle (Unilasalle), Leite leciona no ensino público estadual e atua como alfabetizador, poeta, fotógrafo, além de assinar uma coluna no jornal Folha de Canoas. Sua linha de pesquisa gira em torno de assuntos ligados à genealogia açoriana, tribos indígenas da região do Pampa e história regional e local, em especial de Canoas e Alegrete. Como escritor, Leite publicou os livros “No Percurso dos Antigos Caminhos - A História de Canoas”, “Sesmaria Santo Ignácio ou Isabel”, “Vida e Pensamento do Autor Marcolino da Costa Leite”, além de publicações em livros e coletâneas de poesia e história.

Como patrono, Leite terá a missão de propagar o espírito do evento, além de, durante os dias da Feira, ser o anfitrião dos visitantes, dos escritores e das escolas que passarão pela Praça da Bandeira. O nome do historiador já havia sido escolhido formalmente pela comissão da Feira do Livro de Canoas em fevereiro, mas foi oficializado após a entrega do convite formal   

“Estou muito feliz e honrado com o convite. Já estou me preparando para a maratona prazerosa que será durante a feira”, diz Leite. Durante o evento literário, o escritor já anunciou que irá lançar um novo livro que trata da história e do turismo em Canoas.

 

Clique para ocultar a área de informações

Lançada na década de 80, a Feira do Livro de Canoas teve sua segunda edição em 1986, ocorrendo sem interrupções nos anos seguintes. No início, ocupava uma área de 2.250m² na rua Tiradentes (Calçadão). A partir de 2009, a área foi estendida até a Praça da Bandeira, o que uniu a cidade por meio dos livros, já que estes locais são divididos pela linha do trem. Naquele ano, foram incluídas na programação atrações e debates.
Desde 2015 a Feira do Livro ganhou um novo endereço: a Praça da Bandeira, no centro de Canoas. O evento é realizado durante 15 dias, com atividades distribuídas nos três turnos, com início no mês de junho, mês do aniversário de Canoas.
Em sua 33ª edição, a Feira do Livro de Canoas continua a ocupar o ranking de 2ª maior Feira do Livro do estado do RS, em número de atividades desenvolvidas.
A Feira faz parte do Circuito Nacional de Feiras de Livro da Fundação Biblioteca Nacional e Ministério da Cultura.

FOTO 1  
 
Clique para ocultar a área de informações

No atual território do município de Guaíba, encontramos sítios arqueológicos representativos da cultura guarani. Segundo Laroque (2002), a primeira e mais antiga tradição localizada nos campos abertos ao longo da borda do rio Sinos, Caí, Taquari, Pardo, Jacuí e Laguna dos Patos é a tradição umbu, conhecida também, como o povo da flecha. Estas populações indígenas teriam vivido entre 10000 e 6000 a.C.
Os guaranis, pertencentes à família linguística tupi-guarani e portadores da tradição ceramista tupi-guarani, ocupavam as várzeas dos grandes rios, como o Uruguai, Jacuí e seus afluentes ou junto à Laguna dos Patos. Eram horticultores e ótimos ceramistas, mas também se dedicavam à caça e à pesca, além de praticarem a antropofagia.
É possível afirmar que, nas terras onde temos o município de Guaíba, ocorreram muitos confrontos entre índios e colonizadores, tanto espanhóis como portugueses. Estas populações sofreram violenta redução demográfica, lutando por seu espaço. Porém, o avanço colonial e nacional os empurrou para a desestruturação cultural e a redução física de seu território, causando sérias consequências que atingem seus descendentes até hoje.
A disputa de fronteiras travada nos domínios sul-americanos entre Portugal e Espanha envolveu, também, a área que compreende o atual município de Guaíba. A distribuição das sesmarias foi um sistema utilizado pela coroa portuguesa durante o Brasil Colônia, para que terras devolutas, no sul do Brasil, fossem ocupadas. O sesmeiro, de origem portuguesa ou açoriana, deveria ocupar as terras com a criação do gado vacum, cavalar e muar, erguer a sede da sesmaria e benfeitorias como olaria, charqueadas, galpões, senzalas, capela, cemitério e arvoredos. Além de organizar economicamente suas terras, deveria também defendê-las militarmente a favor de Portugal a fim de evitar a ocupação espanhola e guarani.

   
Clique para ocultar a área de informações

Ziraldo Alves Pinto nasceu no dia 24 de outubro de 1932 em Caratinga, Minas Gerais. Começou sua carreira nos anos 50 em jornais e revistas de expressão, como Jornal do Brasil, O Cruzeiro, Folha de Minas, etc. Além de pintor, cartazista, jornalista, chargista, caricaturista e escritor, Ziraldo explodiu nos anos 60 com o lançamento da primeira revista em quadrinhos brasileira feita por um só autor: A Turma do Pererê. Durante a Ditadura Militar (1964-1984) fundou com outros humoristas O Pasquim - um jornal não-conformista que fez escola, e até hoje deixa saudades. Seus quadrinhos para adultos, especialmente Superman e Mineirinho - o Comequieto, também contam com uma legião de admiradores.
Em 1969 Ziraldo publicou o seu primeiro livro infantil, FLICTS, que conquistou fãs em todo o mundo. A partir de 1979 concentrou-se na produção de livros para crianças, e em 1980 lançou O Menino Maluquinho, um dos maiores fenômenos editoriais no Brasil de todos os tempos. O livro já foi adaptado com grande sucesso para teatro, quadrinhos, ópera infantil, video-game, Internet e cinema. Uma seqüência do filme deve ser lançada em breve!
Seus trabalhos já foram traduzidos para diversos idiomas como inglês, espanhol, alemão, francês, italiano e basco. Os trabalhos de Ziraldo representam o talento e o humor brasileiros no mundo. Estão até expostos em museus! Ilustrou o primeiro livro infantil brasileiro com versão integral online, em uma iniciativa pioneira.

 
Clique para ocultar a área de informações

Programação da Feira

ATRAÇÕES DA FEIRA


Vera Nascimento

Vera Nascimento

Vera Maria Costa do Nascimento nasceu em Porto Alegre, em 1943.
Bacharel em Direito pela Unisinos. Participou de todas as coletâneas da Casa do Poeta de Canoas. Foi tesoureira, depois Conselheira Fiscal, sendo colaboradora da Casa do Poeta de Canoas.
Participa de encontros culturais em Canoas, como Feiras de Livros, Niterói, Mathias Velho e Guajuviras, como vocalista do grupo Nostalgia.
Adora literatura, seu passatempo preferido é ler, cantar e estudar. Ela acredita que a felicidade é algo que se constrói a cada dia.

 

Clique para ocultar a área de informações

Tiago de Melo Andrade

Tiago de Melo Andrade

Tiago de Melo Andrade mora em Uberaba (MG). Ganhou o Prêmio Jabuti na categoria Autor Revelação por seu livro A Caixa Preta (2000). Seu texto, repleto de referências cultuais, é fruto do intenso trabalho de pesquisa que desenvolve durante a elaboração de seus livros. Seu estilo, eclético e acessível, conquista jovens e crianças. Hoje Tiago tem mais de 40 livros para esse público.

Clique para ocultar a área de informações

Stella Maris Rezende

Stella Maris Rezende

Stella Maris Rezende é mineira de Dores do Indaiá. Mestre em Literatura Brasileira pela Universidade de Brasília, desenhista, cantora, escritora e atriz. Publicou dezenas de livros, para o público adulto e o infanto-juvenil. Recebeu prêmios importantes, como o primeiro lugar no Prêmio Jabuti (2012), na categoria Juvenil, com 'A mocinha do Mercado Central' (da Globo Livros), Prêmio Nacional de Literatura João-de-Barro (1986, 2001 e 2008), Altamente Recomendável para Jovens/FNLIJ (14 livros), Prêmio Barco a Vapor 2010/Fundação SM e três indicações ao Jabuti. No final dos anos 1970 e no início dos 1980, interpretou a Fada Estrelazul do programa Carrossel, TV Manchete/Brasília, e a Tia Stella do programa Recreio, TV Record/Brasília. Viveu parte da infância em Belo Horizonte, mudou-se para Brasília em 1962 e desde 2007 vive no Rio de Janeiro.

Site da escritora

Clique para ocultar a área de informações

Sandra Pina

Sandra Pina

Sandra Pina nasceu e mora até hoje no Rio de Janeiro. Formada em Comunicação Social pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-RJ), com especialização em Literatura Infantil e Juvenil pela Universidade Federal Fluminense (UFF). Seu primeiro livro foi lançado em 2001, ano em que também filiou-se à Associação de Escritores e Ilustradores de Literatura Infantil e Juvenil (AEILIJ), da qual foi eleita presidente para o biênio 2013-2015. Recebeu os prêmios o Carioquinha, da Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro, e o Adolfo Aizen, da União Brasileira de Escritores (UBE). 

 

Clique para ocultar a área de informações

Rogério Andrade Barbosa

Rogério Andrade Barbosa

Rogério Andrade Barbosa é escritor e professor. Graduou-se em Letras pela Universidade Federal Fluminense e fez pós-graduação em Literatura Infantil Brasileira na Universidade Federal do Rio de Janeiro. Trabalha na área de Literatura Afro‑Brasileira e em programas de incentivo à leitura, proferindo palestras e ministrando cursos por todo o Brasil. Participou, como autor convidado e contador de histórias, de congressos e feiras de livros na Alemanha, Itália, México, Colômbia, Cuba, Peru, Suíça, África do Sul e China. Atualmente é membro da AEI-LIJ – Associação de Escritores e Ilustradores de Literatura Infantil e Juvenil. Foi indicado para a Lista de Honra do IBBY, em 2002, na Suíça, e recebeu, em 2005, o prêmio da Academia Brasileira de Letras, na categoria literatura infantojuvenil.

Site

Clique para ocultar a área de informações

Mauro Kwitko

Mauro Kwitko

Mauro Kwitko formou-se em Medicina pela Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, em 1971. Desde 2009, é médico auto-licenciado do CREMERS para se dedicar livremente ao exercício da Psicoterapia Reencarnacionista, da qual foi o pioneiro na organização e divulgação. Presidente da Associação Brasileira de Psicoterapia Reencarnacionista – ABPR – (www.portalabpr.org) e da Casa Beneficente de Terapia e Caridade – CBTC.
É autor dos livros:
• Como aproveitar a sua encarnação
• Doutor, eu ouço vozes!
• 20 Casos de Regressão
• Terapia de Regressão – perguntas e respostas
• Psicoterapia Reencarnacionista – A Terapia da Reforma Íntima Como Evoluir Espiritualmente em um Mundo de Drogas
• A Fascinante Vida de Mirta Kassov
• Tratando Fobia, Pânico e Depressão com Terapia de Regressão
--
CURSO DE FORMAÇÃO EM PSICOTERAPIA REENCARNACIONISTA E REGRESSÃO TERAPÊUTICA
Início em abril/2017 - Porto Alegre, São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Salvador
Início em abril/2018 - Brasília e Recife
Informações: Cursos - Quero me inscrever (antes veja os Critérios para inscrição)
Acesse também o Portal da nossa Associação  

Clique para ocultar a área de informações

Márcio Weiss

Márcio Weiss

Estilista, produtor cultural e consultor de moda, o canoense Márcio Weiss atua há 20 anos como colunista e editor de moda. Graduado também em Produção Audiovisual e Cinema, com especialização em Moda, Criatividade e Inovação, o jornalista já participou como palestrante convidado em eventos de moda e comunicação em diferentes cidades do país, e como painelista da Semana de Moda de Milão, Itália.

Durante 5 anos foi o coordenador técnico do Projeto Canoas tá na Moda, e coordenador estadual de projetos de capacitação profissional de jovens e adultos. Incentivador dos novos talentos no mercado da moda, apoiou novos estilistas em eventos no RS e centro do país.

Pesquisador de moda no mercado internacional, Weiss tem formação nas principais escolas de moda nacionais e internacionais, desenvolveu oficinas de processos criativos e já lançou suas criações em eventos de moda, programas de TV, além de apresentar seu projeto de roupas de chocolate em Paris.

 

Blog

Clique para ocultar a área de informações

Marcelo Ferla

Marcelo Ferla

Marcelo Ferla é jornalista e radialista. Colabora e/ou colaborou para os jornais Folha de S. Paulo e Zero Hora, e para as revistas Rolling Stone, GQ, Criativa, Trip, Bizz, Quem, Superinteressante, National Geographic, entre outras. Foi gerente artístico das rádios Oi FM e Ipanema FM; editor de Repertório da revista Única (ed. Globo); editor-chefe das revistas Frente
e DJ World; editor de música do jornal Zero Hora; divulgador da gravadora Warner Music.

 

Clique para ocultar a área de informações

Manoelito Carlos Savaris

Manoelito Carlos Savaris

Manoelito Carlos Savaris, foi presidente do Movimento Tradicionalista Gaúcho (MTG) em 2001, 2002, 2003, 2005 , 2006 e 2014.

Não veio de uma família tradicionalista, mas o gosto pelos assuntos gauchescos o transformou num pesquisador da cultura e do folclore rio-grandenses - a biblioteca particular, na residência em Caxias do Sul, tem aproximadamente 1,4 mil livros.

Graduado em História, é autor de oito obras, duas delas de cunho tradicionalista. Manoelito Savaris é autor dos livros "Rio Grande do Sul: história e Identidade" e "Manual de Tradicionalismo Gaúcho", ambos publicados pelo MTG. Desde que se aposentou como tenente-coronel da Brigada Militar, em 2004, não usa outro traje que não a bombacha.

Natural de Casca, pensou em ser padre e, por cinco anos, foi seminarista. Abandonou a ideia para ajudar a cuidar dos irmãos. É o terceiro de uma família de nove filhos. Aos 20 anos, ingressou na Academia da Brigada Militar, em Porto Alegre, onde o jovem que gostava de "coisas velhas" encontrou em dois professores, os escritores Hélio Moro Mariante e Lilian Argentina, o incentivo para se aprofundar na história do Rio Grande.

Foi presidente do Instituto Gaúcho de Tradição e Folclore - IGTF (2007 a 2010) e da Confederação Brasileira de Tradição Gaúcha - CBTG (2012 e 2013).

Clique para ocultar a área de informações

Letícia Wierzchowski

Letícia Wierzchowski

Nasceu em 4 de junho de 1972, em Porto Alegre - Rio Grande do Sul. Antes de se dedicar às letras, Wierzchowski estudou em uma faculdade de arquitetura, curso que não chegou a completar. Foi proprietária de uma confecção de roupas e trabalhou no escritório de construção civil de seu pai. Enquanto trabalhava neste último emprego, começou a escrever ficção. Seu romance de estréia, publicado em 1998 e relançado em 2001, “O anjo e o resto de nós”, conta a saga da família Flores, ambientada no início do século XX no interior do Rio Grande do Sul. O grande sucesso literário de Letícia viria com o romance “A casa das sete mulheres”, adaptado pela Rede Globo numa minissérie que foi ao ar em 2003 e reexibida em 2006. Instada por seus editores a escrever uma continuação da saga das sete mulheres gaúchas durante a Revolução Farroupilha, recusou-se de início, pois tinha outros projetos literários. No entanto, acabou cedendo às pressões e lançou “Um farol no pampa”, em que retoma a vida dos personagens d’A casa. Lançou em 2006 sua décima-primeira obra, “Uma ponte para Terebin”, em que narra a história de seu avô polonês. Ao mesmo tempo, trabalha, em parceria com o escritor Tabajara Ruas, no roteiro cinematográfico de O Continente, baseado na obra de Érico Veríssimo.

Clique para ocultar a área de informações

Kiusam de Oliveira

Kiusam de Oliveira

Doutora em Educação, mestre em Psicologia e especialista em temáticas étnico-raciais, Kiusam é autora do livro O Mundo no Black Power de Tayó, que está na lista de 13 livros infantis para ensinar às crianças a importância dos direitos humanos, criada pelo jornal Brasil Post. Sua obra trata com profundidade das causas do movimento negro.

Clique para ocultar a área de informações

Jeison karnal

Jeison karnal

Jeison karnal - jornalista pós-graduando em Literatura brasileira pela Ufrgs, repórter do Diário de Canoas, colunista da LÊ AQUI sobre Variedades e co-autor dos livros-reportagem O NEGOCIADOR DE REFÉNS e OS NEGOCIADORES DE REFÉNS. Participou também de coletâneas, foi repórter e produtor na Rádio Gaúcha, editor de texto na TV Record e apresentador dos programas Sala de Imprensa, Faça a Diferença e Espaço Público da TV Assembléia do RS.  

Clique para ocultar a área de informações

Ivonete Chiden Pereira

Ivonete Chiden Pereira

Ivonete Chiden Pereira - Escritora e Pesquisadora Canoense - Nasceu em Viamão, RS. E adotou Canoas como seu município desde 1976. Professora licenciada em História e Geografia pelo Unilasalle. Dedica-se à pesquisa da história do município de Canoas. Além das suas pesquisas participa de cursos, seminários, fóruns, exposições, conferencias, simpósios, feiras de livros, oficinas, todos relacionados à cultura e a educação. É membro do CPERS/Sindicato, representante dos aposentados do 20º Núcleo Canoas. Fez parte do Conselho Curador da Fundação Cultural de Canoas. É uma das fundadoras da ACE na qual atuou como secretária. Participa da Casa do Poeta e da ABIP e ativista do Projeto Arroio Araçá. É autora do livro “Conhecendo Canoas”, 1ª edição 1995; e “Conhecendo Canoas da Estância à Urbanização”, 9ª edição, 2013. Participou da Agenda 2002 – Biblioteca Pública Municipal “João Palma da Silva”; I Coletânia de textos do Clube de Leitura – Canoas. 2007; II Coletânia do Clube de Leitura – Canoas. 2008; Como pesquisadora participou do livro História dos Nossos Prefeitos, Série Documentos Vol. 8 de Hugo Simões Lagranha, 2009 e o Volume 9 de Daniel Cruz, 2012. Contos e Crônicas – ACE – Associação Canoense de Escritores – 1ª edição 2009. Participou também da Revista Internacional “Nossa Canoas” 1ª Edição, 2012. Participou da coletânia Letra Livre-ACE 2013. Divulga seu trabalho através de palestras proferidas em escolas e outras instituições do município. Patrona da 4ª Feira do Livro do Bairro Mathias Velho 2015. Participou da Coletânea letra Livre 2 da ACE 2016. Participa do CME desde 2016.



 

Clique para ocultar a área de informações

Iran Molina

Iran Molina

Mestrando em Design pela Uniritter e Especialista em Gestão de Moda, pela Faculdade Senac Porto Alegre, o Designer de Moda Iran Marcon, é Docente do Senac Canoas. Fez Cursos Livres no Istituto Europeo de Design em Milão, Itália, onde aprofundou seus conhecimentos em Moda, Consumo e Comportamento. Atua nas áreas de Imagem Pessoal e Corporativa com expertise de 20 anos em Consultoria de Estilo, Produção de Moda e Visual Merchandising para Ponto de Venda. Lojas Renner, Lojas Colombo, Lojas Pompéia, Rabusch, Lojas Lebes, Aldo Magazine, Grupo Zaffari/Bourbon Shopping e Canoas Shopping figuram dentre outras marcas e clientes, atendidas por ele no Varejo e Prestação de Serviços.

Colabora constantemente com pautas para inúmeras mídias como Zero Hora, Diário Gaúcho, RBS, Band RS, Rede Record, Jornal do Comércio e Grupo Sinos, dentre outros. Ministra Cursos e Workshops em entidades como Câmaras dos Dirigentes Lojistas, Sebrae e Sindilojas em várias cidades do interior do Estado. O Porto-alegrense de 39 anos é apaixonado desde menino, por formas diversas de comunicação e imagem, como meios de arte e mensagem.

Clique para ocultar a área de informações

Família Falcote

Família Falcote

Jerri Costa e Taise Teixeira, ele cartunista, ela artista plástica, se conheceram em 2007 durante as gravações do filme Super Falcote Contra a Gangue do Kalloty, gravado em Cachoeirinha/RS.
Juntos criaram a Família Falcote, uma revista em quadrinhos que conta histórias educativas e usam como personagens sua própria família.
Jerri havia criado o personagem Super Falcote , que combate o calote, para o longa metragem com a esperança de tornar suas histórias conhecidas e Taise criou a Super Mei, que combate a mentira e também fez com que Jerri voltasse a criar seus gibis.

Jerri Carlos Cardoso da Costa nasceu em Porto Alegre/RS em 1973 morador de Gravataí/RS é cartunista, chargista, roteirista e ilustrador, recordista brasileiro pelo Rank Brasil, desenha desde os 6 anos e sempre trabalhou com quadrinhos.
Taise Teixeira Lima nasceu em Porto Alegre/RS em 1980 é artista plástica e criou o projeto Ilustrando a vida onde ilustrou com temas educativos mais de 100 escolas, também o projeto Quadrinhos na Escola, onde as crianças criaram sua própria HQ. 
O casal trabalha junto há 7 anos e já foram responsáveis pelo primeiro longa metragem filmado em Cachoeirinha/RS, criaram a revista em quadrinhos Família Falcote onde os personagens são sua própria família e já vendeu mais de 100 mil exemplares. Atualmente, além de suas HQs, divulgam seus dois novos dvds de oficina de desenho e seus fantoches com os personagens Super Falcote e Super Mei. 
Em 2010 escreveram o livro Falcotinho e o Cometa Azul, somente 4 anos depois resolveram tornar a ideia uma realidade e o casal de desenhistas entra pela primeira vez na literatura infantil.

Clique para ocultar a área de informações

Fábio Monteiro

Fábio Monteiro

Fábio Monteiro é natural do Recife/PE, mas já perdeu as contas dos anos que mora em São Paulo. Formado em História pela UFRPE e especialista em História, Sociedade e Cultura pela PUC/SP, conta histórias reais para seus alunos e outras que de tanto repetir, já se tornaram verídicas também. Autor de livros para crianças de todas as idades, em 2016 foi contemplado com o Prêmio Jabuti e o selo altamente recomendável FNLIJ com o livro "Cartas a povos distantes" (Ed. Paulinas). É autor de "Sertão" (Ed. Paulinas), "Ulisses sabe escolher" (Editora Abacatte), entre outros títulos. No dia 10 de novembro, às 9h, participa do O Autor no Palco com alunos do Ensino Fundamental no Teatro Carlos Urbim. À tarde, tem encontro em escola municipal de Porto Alegre pelo Programa de Leitura Adote um Escritor

Clique para ocultar a área de informações

Emerson Wiskow

Emerson Wiskow

Emerson Wiskow -   É cartunista e ilustrador.   Atua como designer e diagramador, tendo trabalhado na Revista Nossa Gente e em agências publicitárias. Edita o fanzine independente Amor Bandido e desenvolve um projeto de prints de séries, HQ e personagens diversos do universo Pop. Em 2015, participou de um fanzine de circulação nacional (Rio de Janeiro) chamado Van do Apocalipse.

Clique para ocultar a área de informações

Eduarda Bastian

Eduarda Bastian

A estilista gaúcha Eduarda Bastian, formada em Design de Moda pela Uniritter e com estudos nas conceituadas NABA (Milão) e CSM (Londres), lidera a própria marca desde 2015, onde é responsável por todo o processo de desenvolvimento, desde a criação até o acabamento final. Sua última coleção buscou inspiração no romance "O Anjo e o Resto de Nós", da escritora Letícia Wierzchowski, resultando em peças delicadas e com ares etéreos.

Site da estilista

Clique para ocultar a área de informações

Dr. Alberto Peribanez Gonzalez

Dr. Alberto Peribanez Gonzalez

Dr. Alberto Peribanez Gonzalez

Médico cirurgião formado pela Universidade de Brasília, com mestrado e doutorado pelo Instituto de Pesquisa Cirúrgica da Universidade Ludwig Maximilian de Munique, Alemanha.

Autor dos livros “Lugar de Médico é na Cozinha” e “O Cirurgião Verde” (Ed. Alaúde, 2011 e 2017).

Coordenador dos cursos de extensão Bases Fisiológicas e Bases Conscientes da Terapêutica Natural e do programa de saúde “Modelo Biogênico” em Ribeirão Grande – SP.

Docente do Curso de Pós Graduação – Bases da Medicina Integrativa no Instituto de Ensino e Pesquisa Albert Einstein - SP.

Parceria com o Programa VitaSemente Brasil-Alemanha.

Livro: Lugar de Médico é na cozinha

Clique para ocultar a área de informações

Décio Dalke

Décio Dalke

Decio Dalke, nascido em Porto Alegre no dia 26 de março de 1940, formado em Comunicação Social pela PUC/RS e pós-graduado em Administração e Planejamento para Docentes pela ULBRA (Universidade Luterana do Brasil). Jornalista, publicitário, escritor, poeta, romancista. Sócio e atual presidente da ACE (Associação Canoense de Escritores).  Patrono da Feira do Livro de Niteroi/Canoas em 2011 e também Feira do livro de Canoas em 2013 e teve o nome escolhido para ser Patrono da Biblioteca do Colégio Luterano Concórdia.

Dezenas de artigos religiosos publicados na imprensa porto-alegrense e canoense. 1º lugar no Concurso Literário Galdino Moreira promovido pela Academia Evangélica de Letra do Brasil e Menção honrosa no Concurso Cyro Martins em ambos com o romance O homem que não se curvou. 1º lugar no Concurso de Poesia promovido pela Prefeitura Municipal de Canoas em1968.

Clique para ocultar a área de informações

Clarissa Corrêa

Clarissa Corrêa

Clarissa Corrêa é natural de Rio Grande, mas mora na capital gaúcha desde os 6 anos de idade. Fez alguns anos de Direito e Psicologia, mas sua grande paixão são as palavras. Trabalha como redatora publicitária, faz produção de conteúdo, marketing digital e escreve os mais variados tipos de textos. É autora dos livros Um pouco do resto, O amor é poá, Para todos os amores errados, Um pouco além do resto, Tudo que se perde, tudo que se ganha e As fases da lua.

Clique para ocultar a área de informações

Carlos Moore

Carlos Moore

Escritor, pesquisador e cientista social cubano, Moore dedica seu trabalho ao registro da história e da cultura negra. Em sua autobiografia, o ativista e dissidente de seu país de origem conta os passos errantes de sua carreira ao longo de mais de cinco décadas. Atualmente, vive em Salvador (BA).

Clique para ocultar a área de informações

Carlos Alberto Tenroller

Carlos Alberto Tenroller

Possui mestrado em Educação (linha dos Estudos Culturais) pela Universidade Luterana do Brasil (2009). Especialista em Esportes (2000) e Em Saúde Coletiva (2005). Licenciatura Plena em Educação Física (1999). Atualmente é professor do ensino fundamental de Canoas/RS. Faz parte do grupo de pesquisa "Mal-estar e Bem-estar na Docência" da PUCRS e estuda (aluno PEC) Doutorado em Educação. Foi professor universitário na Ulbra (entre 01/04/2002 até 02/08/2010) lecionou nas graduações de Educação Física presencial e Pedagogia/EAD. Autor de 10 livros sobre esportes, Educação e 3 Cadernos Universitários na graduação. Tem experiência na área de Educação Física e Pedagogia (EAD). Atua principalmente nos seguintes temas: educação, esportes, metodologias do ensino, handebol, futsal, jogos, recreação e lazer e Educação a Distância.

Clique para ocultar a área de informações

Caio Riter

Caio Riter

Caio Riter é professor, mestre e doutor em Literatura Brasileira. Autor de vários livros, com os quais recebeu algumas distinções literárias, como os prêmios Açorianos, Barco a Vapor, Orígenes Lessa e Selo Altamente Recomendável, entre outros.
Formado em Jornalismo e em Letras, ministra aulas no ensino fundamental e médio, desde 1987, atuando também como professor universitário em cursos de graduação e de pós-graduação. Ministra oficina literária de narrativa e de literatura infantil.
Participa como palestrante em cursos de capacitação de professores em várias cidades do Rio Grande do Sul, momento bastante rico de troca e de aprendizagem. Todavia, com certeza, ser professor, estar em contato diário com adolescentes, sempre foi e será a melhor escola.

Possui vários livros publicados, entre eles A filha das sombras, O rapaz que não era de Liverpool, Meu pai não mora mais aqui, Sete patinhos na lagoa e Contos populares do Sul.

Site

Clique para ocultar a área de informações

Anna Claudia Ramos

Anna Claudia Ramos

Escritora, professora de oficinas literárias, graduada em Letras (português/literatura), pela PUC-Rio, mestre em Ciência da Literatura, pela UFRJ, viaja mundo afora dando palestras e oficinas sobre sua experiência com leitura, com bibliotecas comunitárias e escolares, e como escritora e especialista em Literatura Infantil e Juvenil. Por dez anos foi professora de Literatura Infantil e Juvenil em bibliotecas escolares dando aulas de maternal ao nono ano. Também trabalhou em bibliotecas infantis comunitárias, como a extinta Biblioteca Infantil Manoel Lino Costa. É idealizadora e responsável pela produção de conteúdo do manual de participação dos autores da Flipinha, em parceria com Verônica Lessa. Foi curadora e mediadora do programa Leitura em Debate: a Literatura Infantil e Juvenil, da Fundação Biblioteca Nacional. Participa de diversos projetos literários e de incentivo à leitura, tais como: PROLER, da Fundação Biblioteca Nacional; Passaporte Literário e Fala Autor, do SESC- RJ; e Projeto Literatura Viva, do SESI-SP e participa das mais importantes Feiras de Livro do Brasil e do Exterior. 

Site da escritora

Clique para ocultar a área de informações

André Neves

André Neves

André Neves nasceu em Recife aos 31 de outubro de 1973 e graduou-se em Relações Públicas e em Artes Plásticas. Introduzido no mundo das letras desde muito cedo por sua mãe, que era professora, escreve e ilustra profissionalmente desde 1998. É autor de mais de cinquenta obras, pelas quais conquistou prêmios e renome no Brasil e no exterior. Atualmente mora em Porto Alegre e promove palestras e oficinas sobre literatura infantil e juvenil Brasil afora, além de ter participado do curso de ilustração para infância em Sarmede, na Itália, isso tudo sempre em vista de realizar sua grande paixão: desenhar para crianças.

Formado em Relações Públicas e em Artes Plásticas, que começou a estudar em 1995. Desde então, atua como escritor e ilustrador de suas obras e de outros autores. É arte-educador e promove palestras e oficinas sobre Literatura Infantil e Juvenil. Desde 1998, vem desenvolvendo trabalhos como autor, ilustrador e arte-educador. Participou do curso de ilustração para infância em Sarmede, na Itália. Em 2002, seu trabalho como ilustrador do livro “Sebastiana e Severina” foi selecionado para a mostra itinerante “XX Mostra Internazionale d’ Illustrazione per I’infanzia Stepan Zavrel” na Itália, onde percorreu várias cidades para colorir os olhos de muitas crianças. Pelos seus trabalhos, foi agraciado pela FNILJ – Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil com o Prêmio Luis Jardim (Melhor Livro de Imagem) e recebeu menções de “Altamente Recomendável”

Depois de formado, André Neves viaja por todo o Brasil para desenvolver sua verdadeira paixão: desenhar para crianças.

É autor e ilustrador dos livros infantis: “Um pé de vento”; “Caligrafia e Dona Sofia”; “Colecionador de Pedras”; “O enigma das caixas”; Menino chuva na rua do sol”; ” Mestre Vitalino”; “O ovo e vovô”; “A seca”; “O segredo da arca de Troncoso”; “Uma história sem pé nem cabeça”; “Vira, vira, vira lobisomem”; “Maria Peçonha”; “Sebastiana e Severina”, “Lino”, entre outros.

As ilustrações do premiado André Neves são coloridas e harmoniosas, dando vida à poesia presente no texto. 

Blog

Clique para ocultar a área de informações

André Boccato

André Boccato

Jornalista, fotógrafo, editor de livros, consultor, professor, chef de cozinha, criador de estratégias de marketing, o polivalente empreendedor André Boccato está na regência de uma lista de atividades correlatas, no setor da alimentação. Paulistano, neto de italianos, André Boccato, após protagonizar uma consistente biografia como fotógrafo e jornalista, cerca de 20 anos atrás, ele mudou sensivelmente de “vocação’’ ao mudar literalmente de “gosto”, de paladar...

Hoje, acumulando experiência na área editorial, que lhe rendeu disputados prêmios nacionais e no exterior, colecionando viagens pelo mundo, André Boccato já instituiu sua ‘marca’ (ou marco) no expoente mercado da alimentação no Brasil – seja como chef de cozinha, representando o Brasil em eventos oficiais, na França, Alemanha, Milão ou Dubai, seja como Publisher, onde Boccato conseguiu imprimir sua marca no árduo mercado da editoração, como fundador e diretor da diferenciada Editora Boccato - sinônimo de edições primorosas e luxuosas, no âmbito da gastronomia, além de uma centena de publicações dirigidas e coleções, em parceria com algumas marcas de porte, como Rede Pão de Açúcar, Friboi, Vigor, Bertin, Apex e outras.

Enquanto isso, a Editora ia conseguindo arrebatar alguns prêmios de dar água na boca! Entre eles, uma premiação internacional muito disputada, concedida pelo “Gourmand Year Book”, que em 2006 elegeu o livro “Brésil, Sons e Saveurs” – editado e lançado pela Boccato primeiramente na França – conquistando o primeiro lugar, na categoria: “best innovative food book in the Word”. No Brasil, o livro, com o título “Brasil, Ritmos e Receitas” – de Morena Leite, foi relançado em parceria com a Global Editora.

O resultado pode ser medido nos mais de 100 títulos lançados no mercado editorial, sob os selos “Editora Boccato - Gourmet Brazil - CookLovers”. O assunto: comidas e bebidas – em seu vasto repertório cultural, além da realização de milhares de receitas culinárias, pesquisadas, testadas, produzidas, fotografadas em estúdios próprios. Como se pode deduzir, praticamente uma paixão que de tanto ser levada a sério, se tornou uma especialização.

 Site do Autor

Clique para ocultar a área de informações

Ancila Dani Martins

Ancila Dani Martins

Ancila Dani Martins é natural de Flores da Cunha, RS, reside em Canoas, RS. É Licenciada em História, pela Unisinos, Pós Graduada em Métodos e Técnicas de Ensino e Especializada em História do Rio Grande do Sul pelo CELES. Em São Paulo, concluiu o Curso de Pastoral em Nível Superior pela Província Marista.
Possui o Diploma do CICLO DE ESTUDOS DE POLÍTICA E ESTRATÉGIA da Associação dos Diplomados da Escola Superior de Guerra. Iniciou a carreira de Magistério em Vassouras, no Rio de Janeiro RJ.
Em Canoas, lecionou no CELES, no Centro Educacional La Salle, no Colégio Cristo Redentor e na E.E.E. Médio Carlos Chagas.
Foi diretora da E.E.E. Médio André Leão Puente.
Idealizadora e Co-organizadora, em 2006, do livro “Nas asas da poesia – I Coletânea e Poemas” dos alunos da EJA – Smec/Canoas, resultado do projeto “Centenário de Mário Quintana”, do qual participou ministrando oficinas.
Recebeu o 1º lugar na categoria poesia na comemoração dos 50 anos o CSSGAPA.
Na Feira do Livro de 2008, lançou sua primeira obra: “Expressando Sentimentos”, selecionada na PIC de 2007, pela SMEC.
Ministrou Oficina de Poesia em parceria com a Casa do Poeta no Fórum Social Mundial 2010.
Ministra oficinas de leitura, e poesia em escolas da região.
Realiza hora do Conto e Produção de texto em Escolas.
Participa da atividade Poesia no ônibus.
Participa de Oficinas de Literatura.
Participa das edições - Cadernos Canoenses e da revista Entre Verbo.
Publica seus textos e poemas em revistas e jornais da Cidade.
Participa de diversas coletâneas de Poesias em Porto Alegre e Bento Gonçalves além da Casa do Poeta e da ACE de Canoas.

Atuou nos últimos vinte anos na E.E.E. Médio Margot Terezinha Noal Giacomazzi.
Recebeu o Troféu Destaque em Educação 2007 - 27ª Coordenadoria Regional de Educação – CRE, e recebeu o Troféu “Paulo Freire” Destaque em Educação 2011-27ª CRE.
É membro da Casa do Poeta de Canoas e da ACE.
Teve selecionado pelo microcrédito 2009 o “Calendário Histórico Cultural de Canoas para 2011.
Lançou o 2º Calendário Histórico Cultural de Canoas -2012.
Há ainda o livro Quadrantes da Alma (livro que possui em torno de 50 textos – divididos em:
Meio Ambiente, Homem, Sonhos, Espiritualidade, Educação, Amor e Afros). Os textos são desenvolvidos a partir de citações bíblicas. Foi selecionada pelo programa de Microcrédito da SMC de Canoas-2011, lançado na Feira do Livro da Cidade em junho 2012.
Lançou, na 30ª Feira do Livro de Canoas o livro – A Presença Afro - A marca dos afrodescendentes em Canoas e no Brasil; selecionado pelo PIC da Secretaria de Cultura de Canoas.
Está apresentando o livro de micro contos e poemetos: “Cachoeira de Cristais”.
Possui outros projetos em andamento.
Foi Patrona da 30ª Feira do Livro de Canoas/RS.

Clique para ocultar a área de informações

Ana Cardoso

Ana Cardoso

É jornalista e nasceu em Curitiba em 1977. Mudou-se para Florianópolis em 1999, onde trabalhou com esportes radicais na Rádio Atlântida por seis anos, pesquisou rádios e assentamentos do MST e concluiu um mestrado em Sociologia Política. Aos 26 virou feminista, aos 27 casou com o também jornalista Marcos Piangers, aos 28 teve sua primeira filha, Anita. A segunda, Aurora, nasceu sete anos depois. Vive em Porto Alegre desde 2006, envolvida até o último fio de cabelo com pesquisas sociológicas, grupos feministas e a família. É autora do livro “Mamãe é Rock”.

Clique para ocultar a área de informações

Alexandre Lucchese

Alexandre Lucchese

Natural de Realeza, PR, o jornalista Alexandre Lucchese nasceu em 17 de julho de 1982 e vive em Porto Alegre desde 2001. Atualmente, é responsável pela cobertura de livros no jornal Zero Hora, para o qual também já produziu reportagens especiais sobre a banda Engenheiros do Hawaii e o álbum Rock Grande do Sul. Fez a primeira biografia da banda Engenheiros do Hawaii, “Infinita Highway: Uma Carona com os Engenheiros”

Clique para ocultar a área de informações

Adriana Carranca

Adriana Carranca

Adriana Carranca é jornalista. Escreve principalmente sobre conflitos, tolerância religiosa e direitos humanos, com olhar especial sobre a condição das mulheres. É colunista dos jornais O Estado de São Paulo e O Globo e repórter, além de colaborar com publicações internacionais. Suas reportagens já foram publicadas por revistas como a americana Foreign Policy e a edição francesa da Slate, entre outras. Esteve na Síria e Iraque, para reportagem especial sobre a guerra e a crise dos refugiados. Antes disso, cobriu extensamente a guerra no Afeganistão e Paquistão, onde estava quando o líder da Al-Qaeda, Osama bin Laden, foi morto em uma operação dos EUA. Mergulhou no universo de países muçulmanos como Irã, Egito e Indonésia e nos territórios palestinos para reportagens especiais. Acompanhou de perto alguns dos conflitos mais sangrentos da África, como as guerras na República Democrática do Congo, Sudão do Sul e Uganda. Foi correspondente na ONU, em Nova York. Em 2012, passou temporada como pesquisadora convidada do Instituto Reuters para Estudos do Jornalismo, na Universidade de Oxford. No ano seguinte, integrou o Projeto de Jornalismo Internacional, da Universidade Johns Hopkins, de Washington. Tem três livros-reportagens publicados: O Irã sob o chador (Ed. Globo), finalista do prêmio Jabuti; O Afeganistão depois do Talibã (Civilização Brasileira); e o infantil Malala, a menina que queria ir para a escola (Companhia das Letrinhas). É formada em jornalismo e tem mestrado em Políticas Sociais e Desenvolvimento pela London School of Economics (LSE), como bolsista Chevening. Adriana também tem trabalhos nas áreas de fotografia e documentário. Co-dirigiu E Se For Menina?, filme-documentário sobre adolescentes envolvidas com o crime em São Paulo, personagens que acompanhou por sete anos. Sua exposição fotográfica “Outono em Cabul” circulou pelo Brasil. Uma das imagens foi escolhida pela ONU para integrar a campanha Humanizing Development. Recebeu o Prêmio Esso, menção honrosa com a série de reportagem “Guerras da África”; o Prêmio Líbero Badaró, na categoria reportagem internacional, com “Sudão do Sul: a guerra esquecida”; novamente o Prêmio Líbero Badaró, grande prêmio, com a série “Coletânea da guerra no Afeganistão” e sete edições do prêmio Estado de Jornalismo.

 

Clique para ocultar a área de informações

ATIVIDADES DA FEIRA

    Cozinhando com Palavras

    Cozinhando com Palavras

    Muito mais que receitas, a gastronomia passou a ser uma inspiração e um estilo de vida

    Eventos culturais

    Eventos culturais

    Além da literatura, peças de teatro, cinema, apresentações musicais estão na programação

    Sessão de Autógrafos

    Sessão de Autógrafos

    Quase 30 escritores irão autografar seus livros - entre eles o escritor infanto-juvenil Ziraldo

    Encontro com Escritores

    Encontro com Escritores

    Mais de 40 encontros de escritores com o público ocorrerão no Auditório Ziraldo

    Contação de Histórias

    Contação de Histórias

    Equipe da secretaria da Cultura irá promover mais de 30 contações de história

IMPRENSA

    Última notícia
  • 21-06-2017 19:06
    Corsan oficializa patrocínio para a Feira do Livro

    O diretor presidente da Corsan, Flávio Ferreira Presser, esteve na tarde desta quarta-feira (21) na prefeitura para assinar o convênio de apoio para a edição deste ano da Feira do Livro de Canoas. O valor investido será de R$ 150 mil. O prefeito da cidade, Luiz Carlos Busato, agradeceu o patrocínio e enfatizou a importância das parcerias público-privadas, principalmente em tempos de crise e redução de gastos.

Baixe os arquivos
  
Fotos e Vídeos
  
Artes
  
Releases
Contato

Organização da Feira do Livro
Para informações
E-mail dec.canoas@gmail.com
Fone 3425.7702 opção 4

Para agendamento de escolas
Fone 3425.7702 opção 2, após 1

Atendimento à imprensa
E-mail: imprensa@canoas.rs.gov.br

LOCALIZAÇÃO DA FEIRA